Ministro do TSE multa Serra em R$ 5 mil por propaganda antecipada


Três religiosos que chegaram a rezar por tucano em evento de SC também foram multados

Wladimir D’Andrade, da Agência Estado

SÃO PAULO – O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, foi multado em R$ 5 mil pelo ministro Joelson Dias, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), junto com os religiosos Cesino Bernardino, Reuel Bernardino e José Lima Damasceno. Eles receberam a punição por propaganda antecipada em favor do tucano no 28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários, que foi realizado em 1º de maio, em Camboriú (SC).

Segundo o ministro, apesar de declarações a respeito das ações do candidato como ministro da Saúde e governador paulista, Serra “buscou angariar a simpatia do público presente, transmitindo não só a ideia de que reuniria as condições ou aptidão para ocupar o cargo que ora pleiteia, já que responsável pela consecução dos feitos relatados, bem como divulgando as ações políticas implementadas”.

Expressões usadas por Serra como “nós vamos fazer mais” e “podemos fazer mais e melhor”, em alusão ao nome da coligação (“O Brasil pode mais”), foram lembradas pelo ministro na decisão. Os religiosos chegaram até a orar em benefício de Serra, lembrou Dias.

A multa ficou longe do valor máximo (R$ 25 mil) pedido pelo Ministério Público (MP), autor da ação. O juiz alegou que as multas eleitorais de natureza não-penal devem ser arbitradas de acordo com a capacidade econômica do infrator.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias e marcado . Guardar link permanente.