Elias Gomes: “Nossa prioridade é Serra”


Blog da Folha de PE

Em meio a crise entre o deputado estadual Pedro Eurico (PSDB) e o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes (PSDB), destacou a preocupação do partido no momento. “O fator que nos conduz é a candidatura de José Serra (PSDB) à Presidência da República. Todos sabem que não era prioridade de Jarbas entrar na disputa, ele entrou mais para ser um instrumento da campanha de Serra em Pernambuco e no Nordeste. Nosso apoio continua sendo para Serra”, declarou, durante inauguração do comitê de seu filho, Betinho Gomes (PSDB), que concorre a deputado estadual. O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, também compareceu.

Questionado se participará com afinco da campanha, Elias revelou que tem outras prioridades. “Eu nunca disse que não iria participar da campanha. Mas minha prioridade é a gestão, e continua sendo. Minha participação será discreta e firme. Não vou deixar o município esfacelado para investir na campanha. Vou priorizar Jaboatão, mas dedicarei uma parcela do tempo que disponho para participar da campanha”, disse o tucano.

Dentre as estratégias, Elias destacou a intenção do partido de inaugurar 45 pontos de apoio a Serra em Jaboatão. A ideia é usar a fórmula do Ponto 45, que o prefeito usou durante sua campanha em 2008. “Queremos inaugurar 45 com a presença de Serra, que ainda não tem data confirmada, mas ele virá. Depois, propomos 4.500 desses comitês de apoio em Jaboatão e 45.000 em Pernambuco”, afirmou Elias, em referência ao número do partido nas urnas. Outra ação pensada é uma maratona de 24 horas. “Passaremos por pontos de ônibus, bares, até o dia raiar, chegando nas feiras e mercados públicos da cidade. Troquei essa ideia com Raul Jungmann (PPS), e vamos levar a frente”, completou o prefeito.

Elias minimizou sobre dois assuntos: a debandada de prefeitos do PSDB para a base do governador Eduardo Campos (PSB) e a entrevista de Pedro Eurico. “Não conversei com nenhum prefeito, e nem vou. Não sou dirigente partidário”, disse o tucano. Sobre a entrevista, Elias acredita que “tem que se falar menos e se trabalhar mais, porque uma entrevista a mais ou a menos não vai resolver nada.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.