PT: Soberania ou subserviência?


O Partido dos Trabalhadores no Cabo de Santo Agostiho está passando por um momento de grande subserviência no governo Lula Cabral. O prefeito tem sido desrespeitoso com o partido, tem tentado desmoralizar o Diretório e todos os petistas. Estou convicto que não há mais razões para continuarmos neste governo

Renilson Pedro*

O Partido dos Trabalhadores (PT) é uma associação voluntária de cidadãs e cidadãos que se propõem a lutar para democracia, pluralidade, solidariedade, transformações políticas, sociais, institucionais, econômicas, jurídicas e culturais, destinadas a eliminar a exploração, a dominação, a opressão, a desigualdade, a injustiça, e a miséria, com o objetivo de construir o socialismo democrático. Este é o partido que eu acredito, soberano e forte ferramenta de transformação.

O PT, que em meados de 1984, foi fundado no Cabo de Santo Agostinho, por iniciativa de um grupo de pessoas que integrava vários movimentos, e com o resultado daqueles encontros, em 1985 foi criada a primeira Comissão Provisória do PT.

Em 1986 foi eleito e registrado no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) o primeiro Diretório Municipal. Muitas coisas aconteceram desde àqueles anos para cá, muitos companheiros já partiram para outra vida e outros saíram do PT; são muitos anos de lutas com vitórias e fracassos, mas, estamos tendo êxito em nível nacional.

Com um grande arco de alianças implacamos um presidente que é a maior estrela do PT: Luís Inácio Lula da Silva. Pois bem, e aqui na nossa cidade como se encontra o Partido dos Trabalhadores?

O PT, no Cabo de Santo Agostinho, tem mais de três mil filiados, uma direção jovem capaz e com muita vontade de acertar e de resgatar o “velho” PT de lutas, de autenticidade, de aproximação com o povo, de participação nos movimentos sociais; características que sempre nortearam o PT.

No entanto, eu tenho que falar para vocês caros (as) amigos(as), que o Partido dos Trabalhadores está passando por um momento de grande subserviência no governo Lula Cabral.

O prefeito tem sido desrespeitoso com o partido, tem tentado desmoralizar o Diretório e todos os petistas, não dialoga com o PT, prefere estabelecer o diálogo com pessoas do partido que supostamente vivem lhe bajulando, ao invés de manter um diálogo institucional e de parceiro.

Esse prefeito tem, através dos seus gestos, demonstrado que não se importa e nem se interessa pelas decisões democráticas que são tomadas dentro do partido que irão interferir na relação PT/Governo.

Olhem a nossa cidade, tem mudado e isso é um fato, mas não é apenas mérito do prefeito, pois se subtrairmos os investimentos do Governo Federal no Cabo, veremos que poucas coisas seriam construídas.

Tenho a impressão de que Lula Cabral acha que o PT será subserviente e refém dele. Pode até existir alguns que se comportem assim; mas, nem eu e nem a maioria dos petistas se curvarão a um prefeito que se julga dono da verdade e que não cumpre acordos; que se esqueceu que a aliança política-eleitoral-programática, não foi feita com cargos comissionados ou alguns membros do partido, e sim com a instituição política que é o Partido dos Trabalhadores.

O prefeito deve respeitar mais o PT do Cabo e não apenas o PT nacional e estadual, pois somos um só partido; olhem a nossa cidade, tem mudado e isso é um fato, mas não é apenas mérito do prefeito, pois se subtrairmos os investimentos do Governo Federal no Cabo, veremos que poucas coisas seriam construídas.

Existem muitos companheiros do PT lutando para trazer recursos para o Cabo e nem tem fechados as portas dos ministérios e nem medidos esforços para junto ao presidente Lula viabilizar recursos para nossa cidade, esses companheiros logo saberão que aqui no Cabo de Santo Agostinho, o prefeito desqualifica e desrespeita o Partido dos Trabalhadores.

Essa gestão realmente está longe daquilo que o PT acredita, nós não queremos um gestor só de obras físicas e estéticas, nós queremos um gestor que realmente cuide do povo, oferecendo-lhes bons serviços na saúde , educação, cultura, esporte e lazer, dialogando mais e melhor com o povo e executando as prioridades decididas pelos cabenses, democratizando o acesso às coisas públicas de forma organizada, participativa e transparente.

Acredito que já é a hora de o PT reorganizar-se, voltar para as bases, estar mais próximo dos movimentos sociais, dos sindicatos, das associações de bairros e ser uma alternativa de mudanças para nossa cidade.

Convoco os companheiros militantes sérios e comprometidos com as bandeiras de lutas do partido, tais como: combate ao nepotismo, corrupção, assédio moral, perseguição ao trabalhador e os fichas sujas, para recolocarmos o PT no lugar que merece; soberano, altivo e democrático, sem ser refém e nem subserviente a qualquer governo.

Estou convicto que não há mais razões para continuarmos neste governo, e acredito também, que a sociedade cabense espera muito mais de nós petistas, eu conto com esta sociedade para juntos construírmos uma proposta mais viável para o Cabo de Santo Agostinho.

——————————–

*Renilson Pedro é professor de História, pós-graduado em História do Brasil Contemporânea pela UNESF-FUNESO e ex-coordenador de esportes da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho (PE)

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para PT: Soberania ou subserviência?

  1. Samuel Lins disse:

    Renilson Pedro, meus parabens pelo cometário acerda do “PT do Cabo”, em poucas palavras o senhor foi direto ao assunto de forma clara e objetiva. Caro Ranilson, o “PT do Cabo” há muito tempo tempo que está a reboque de Lula Cabral, lembro-me que no episódio envolvendo o petista Raimundo da Borracha – como é conhecido – no inicio do do governo municipal na primeira gestão, o PT divulgou na impressa que ele não mais representava o partido e determinou a entrega do cargo, e nada aconteceu. Recentemente também saiu na imprensa outro episódio envolvendo o Professor Francisco “Chico do Sindicato”, determinando que ele entregasse o cargo e nada aconteceu. Pelo visto senhor Ranilson, o “PT do Cabo” não faz parte do governo Lula Cabral, pois, não partricipa de nenhuma discussão de ação de governo e os cargos delegado ao partido os seus opcupantes tomaram posse, são quase vitalícios enquanto forem regidos pela batuta de Lula Cabral e o “PT do Cabo” ficará sempre nas lamentações, nãs lembranças do passado, tendo em vista que abdicaram das lutas populares, do enfrentamento em defesa da cidadania, estão quase mudos, igualmente ao deputado estadual de nossa cidade. Lembro-me também que o “PT do Cabo” era muito ativo nos governo municipal anterior do atual, as greves encabeçadas pelo SINTRAC, tendo a frente pessoas como Professor Chico, Sara, entre outros, era quase que mensal e hoje o vemos o “PT do Cabo” acuado, a reboque e sem identidade nenhuma. Lembro-me também de Efigênia, que depois de ter sido candidata a Prefeita e se ouve mais falar no nome dela, que pena, mulher tão valente. O que vejo hoje no “PT do Cabo” é apenas a sobrevivência e subserviências daqueles que ocupam cargos comissionados e a indignação dos que estão fora. Mais o PT é grande, e vamos deixar de taxar “PT do Cabo” e falarmos em diretório municpal do Partido dos Trabalhadores, convocando seus fliados para o debate e tirar ele desta situação rídicula que é o convivio como o governo Lula Cabral.

  2. Roberto Russo disse:

    Parabéns ao Partido dos Trabalhadores, sempre é um bom momento para o recomeço, lá tem grandes homens, amigos fraternos, estarei torcendo por vocês.
    Lula Cabral nunca foi bom para o Cabo, ele é um político reacionário, cínico, se valeu do PT o quanto pode, por mais que o presidente Lula tenha feito por nossa cidade o prefeito sempre fez parecer que era apenas mérito seu.
    Perseguiu movimentos sociais, fracionários públicos, sindicatos e sempre tratou aliados como se fossem nada.
    Não estarei com vocês de corpo presente nessa batalha, mas estarei torcendo para que tudo der certo. UM GRANDE ABRAÇO!

  3. Parabéns ao partido, gratos pela grande estrela com que nos presenteou.
    A patética figura,alía-se à Collor, Renan, Sarney, Edson Lobão, Jader Barbalho,e outros “fichas limpas”;lulinha, de zelador de zoológico,torna-se, meteóricamente, milionário;Lula impede as CPIs da Petrobrás, do MST; pretencioso, resolve “mediar” os conflitos no Oriente Médio e é ridicularizado por toda a comunidade internacional;afronta o poder judiciário; convida Obama para visitar o Brasil e o presidente americano, percebendo a verdadeira intenção da triste figura ( marqueting eleitoral… ),sequer dá a menor satisfação… Em fim de mandato, nomeia mais de 30 mil companheiros, abarrotando ainda mais a caixa da quadrilha. Em verdade, eu teria vergonha de ser militante de um partido que se dizia portador da ética e da moralidade,e presenteia o país com o mensalão, com a ameaça de cerceamento dos meios de comunicação, e tem como lider um malandro que nunca trabalhou, e que alía-se aos mais sanguinários ditadores do planeta! Pobre povo brasileiro…
    Postado por Nas veredas do Vereza às 00:54
    Homens sérios e éticos não são filiados ou militantes de um partido cuja estrela maior envergonha o Brasil

  4. Claudio Antônio disse:

    Conheço esse Renilson, ele é um tremendo de um cara de pau, não falava nada disso quando era do governo agora que está desempregado vem com essa balela. Lula Cabral não vale o que o gato enterra, esse Renilson, não fica atrás.

Os comentários estão encerrados.