Abertura de comitê faz escola cancelar aulas


Uma escola com expediente suspenso, outra com reclamações de barulho e uma creche que vai ter que ouvir muitos jingles eleitorais até o fim das eleições. A inauguração do comitê de campanha de Pedro Serafim Neto (PDT), ontem à noite, acabou gerando o cancelamento das aulas da Escola Estadual Domingos Albuquerque. Por causa do barulho e da movimentação de carros e militantes, os alunos tiveram que ser mandados de volta para casa.

“Eu moro no engenho. Só soube que não teria aula quando cheguei aqui. Agora, só vou poder ir para casa quando chegar a condução, lá para as dez da noite”, disse a estudante Andresia Barbosa. Assim como ela, outros alunos contaram que não foram avisados da inauguração do comitê. De acordo com informações dos estudantes, o diretor da escola não esteve no local no dia de ontem.

Em frente à escola estadual funciona outra instituição de ensino, a Escola Municipal Joaquim do Rêgo Cavalcanti, onde houve expediente. No entanto, os alunos reclamaram do barulho gerado pelos carros de som e pela montagem do palanque onde discursariam, no ponto alto da abertura do comitê, o governador-candidato Eduardo Campos (PSB), o próprio Pedro Serafim Neto e outros membros da Frente Popular.

“Isso aí vai atrapalhar pra caramba”, reclamou um estudante que não quis se identificar. Na escola, funcionários informaram que o diretor já havia ido para casa e não souberam informar como ele poderia ser localizado.

Logo ao lado do comitê de Pedro Serafim Neto também funciona a Creche da Escola Municipal. Nenhum responsável pela creche foi localizado. (J.W.) (Fonte: JOrnal do Commercio)

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Abertura de comitê faz escola cancelar aulas

  1. Nada mais trágico que leis que são feitas para não serem cumpridas.
    Este fato ocorre não apenas nesse local, é sabido que a lei proibe que carros de som passem ligados (ou pelo menos tenham o som baixado) em frente a escolas, igrejas, hospitais, postos médicos, funerais etc.
    Onde esta lei é cumprida?
    Qua fará que seja?
    Aqui em Pontezinha os carros de som de todos os candidatos passam o dia desfilando e desafiando mais esta e outras leis.
    Já denunciei esta falta de respeito ao povo e às leis, nada aconteceu e acredito que continuará assim.

Os comentários estão encerrados.