PRE contesta 47% das candidaturas em São Paulo


Do total de contestações, 60 são baseadas na Lei da Ficha Limpa.

Agência Brasil

São Paulo – A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) de São Paulo contestou 1.475 registros de candidatura no estado, o que representa 47% do total de 3.167 candidatos. Os casos ainda terão que ser julgados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), cabendo recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Do total de contestações, 60 são baseadas na Lei da Ficha Limpa. A lei veta a candidatura de quem foi condenado em decisão colegiada (por mais de um juiz) por crimes contra a administração pública e contra o sistema financeiro, por ilícitos eleitorais, abuso de autoridade, prática de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, tortura, racismo, trabalho escravo ou formação de quadrilha.

A maioria dos pedidos de impugnação está relacionado à falta de documentos considerados importantes, como certidão criminal e declaração de bens. A partir da notificação da impugnação, os candidatos devem apresentar recurso ao TRE em até sete dias corridos. O registro das candidaturas deve ser julgado, inclusive em grau de recurso, até o dia 19 de agosto.

Para 965 candidaturas, a PRE fez pedido de diligência, por causa da ausência documentos de menor importância. O que eleva para 2.440 (77% do total) o número de a registros que, segundo o Ministério Público , apresentam problemas.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Eleições 2010, Política. Bookmark o link permanente.