Inscrições batem recorde


Enem // Apesar dos problemas com a última edição, 4,6 milhões de estudantes pretendem fazer a prova, que vale como vestibular em 59 instituições

Do Correio Braziliense

Brasília – Apenas 18 dias separam o término das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), encerradas em 16 de julho, do último incidente vinculado à prova: o acesso não permitido, no início deste mês, a dados cadastrais de 12 milhões de alunos. A fragilidade no sistema do Enem – reconhecida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), organizador do exame – não chegou a influenciar no número de inscritos para a próxima edição, marcada para 6 e 7 de novembro.

Exame será aplicado nos dias 6 e 7 de novembro. No estado de Pernambuco, há 228 mil pessoas inscritas.

Nos dois dias, são esperados 4.611.441 candidatos, recorde desde que o Enem foi criado, em 1998. No ano passado, foram 4,1 milhões de inscritos, com um índice de abstenção superior a 30%. Um dos benefícios do Enem é a possibilidade de o exame ser utilizado como processo seletivo em 59 universidades federais. Outras instituições irão usar a prova como complementação da nota do vestibular.

O maior número de inscritos é de São Paulo (827,8 mil), seguido por Minas Gerais (538 mil), Bahia (428 mil), Rio de Janeiro (314 mil), Rio Grande do Sul (295 mil), Paraná (228,4 mil), Pernambuco (228 mil) e Ceará (208 mil). Até o fechamento desta edição, o Ministério da Educação (MEC) não havia divulgado o número de participantes do Distrito Federal e de outras unidades da Federação. Mas, certamente, entre eles estão os estudantes Felipe Coutinho e Igor Barreto, ambos de 17 anos, do Centro Educacional Sigma.

Felipe pretende cursar medicina e manteve o foco nos estudos, apesar dos problemas recentes do exame. “Enquanto outras pessoas se desmotivam, eu me concentro e fico em vantagem”, afirma. A tática de Igor, que sonha em estudar administração, é a mesma. “Estou levando a prova a sério. Os erros no Enem foram uma falta de respeito passível de processo, mas não posso me preocupar para não perder o foco nos estudos”, diz. A colega Glória Nogueira, 17 anos, que tentará uma vaga no curso de comunicação, conta que não poderá fazer a prova devido a uma viagem, mas aproveita o grupo de estudos voltado para o Enem a fim de se aperfeiçoar para o vestibular.

O Inep ainda não assinou o contrato com as instituições que deverão aplicar o exame – informalmente, o Cespe/UnB e a Cesgranrio. De acordo com a assessoria de imprensa do MEC, o contrato “deve ser assinado nas próximas duas semanas”.

Perfil – Segundo os dados do Ministério da Educação (MEC), a faixa etária dos participantes é variada. Cerca de 70 mil têm menos de 16 anos e mais de 1 milhão têm entre 16 e 17 anos. Pouco mais de meio milhão têm 18 anos, 394 mil têm 19 anos e 304 mil têm 20 anos. Os candidatos entre 21 e 30 anos somam 1,5 milhão e os maiores de 30 são 691 mil.

A maioria dos candidatos – cerca de 2, 7 milhões – já concluiu o ensino médio em anos anteriores. Outros 1,3 milhão estão atualmente cursando o último ano da etapa – desses, 1,1 milhão são de escola pública. Pouco mais de 500 mil só concluirão a etapa depois de 2010 e participam do Enem como treineiros. (Com agências)

Estados com mais inscritos:

1- São Paulo 827.818
2- Minas Gerais 538 mil
3- Bahia 428 mil
4- Rio de Janeiro 314 mil
5- Rio Grande do Sul 295 mil
6- Paraná 228,4 mil
7- Pernambuco 228 mil
8- Ceará 208 mil

Fonte: Inep

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.