Faculdade oferece tratamento dentário gratuito


Por meio da clínica social, a FOR faz restaurações, extrações, tratamentos de canal, entre outros, para pessoas de baixa renda; o destaque vai para implante dentário

Da Redação do pe360graus.com

Você já deu um belo sorriso hoje? Não existe maneira melhor de conquistar a simpatia das pessoas. Na hora de conseguir um emprego, então, é fundamental: quem contrata alguém que está sempre de cara amarrada? Às vezes, a falta de sorriso não tem nada a ver com mau humor. É vergonha de mostrar os dentes.

Tratamento dentário não é barato, mas há um lugar onde é possível conseguir alguns tratamentos odontológicos de graça. É na Faculdade de Odontologia do Recife (FOR), na rua Arthur Coutinho,143, Santo Amaro, Recife.


Por meio da clínica social, a Faculdade oferece serviços como restaurações, extrações, tratamentos de canal, entre outros, a fim de socializar o tratamento e torná-lo acessível às pessoas de baixa renda. O destaque vai para implante dentário. O serviço faz parte do módulo prático do curso de especialização em implantodontia.

Para atender aos interessados no tratamento, a clínica social dispõe de uma equipe formada com dez alunos da especialização e dois professores. A capacidade média de atendimento é de 15 cirurgias de implante, disse a coordenadora da FOR do Recife, Tereza Frazão

IMPLANTES
O tratamento com implantes está indicado em pacientes que perderam um ou vários elementos dentários por cáries extensas, doença periodontal (amolecimento dos dentes), fratura de um dente (coroa ou raiz), tratamentos dentários mal-sucedidos (tratamento de canal, coroas, restaurações etc.) e traumatismos dentários (acidentes).

O tempo de tratamento com implantes pode ser variável e depender de vários fatores. Dentre estes, um dos principais é a quantidade óssea disponível para permitir a instalação de um implante. O tempo de integração de um enxerto removido do próprio paciente é de seis meses, e os enxertos de banco de ossos, que precisam de um tempo de integração maior, é de 10 meses.

O tratamento convencional consiste na instalação de implantes e, posteriormente, é necessário esperar o período de osseointegração durante quatro a seis meses dependendo da região (mandíbula ou maxila, respectivamente).

Após o período de integração do implante é necessária uma segunda cirurgia que consiste em um pequeno corte na gengiva para poder expor o implante na cavidade oral mediante a instalação de um cicatrizador. Esta segunda cirurgia é simples e rápida, a qual permitirá, após 20 – 30 dias, os procedimentos de moldagem e confecção da prótese.

Existem tratamentos que são imediatos, ou seja, o paciente é submetido à cirurgia de instalação dos implantes e imediatamente após a cirurgia é confeccionada uma prótese, diminuindo o tempo de tratamento. O valor deste tipo de abordagem é maior por ter inúmeros benefícios. Indiferentemente do tipo de tratamento, o objetivo principal é devolver a estética e a mastigação para todos os pacientes.

TRIAGEM
O serviço de triagem para os interessados será realizado nos próximos dias 12, 13 e 14 de agosto na própria Clinica Social. Não é necessário comprovar situação social para ser atendido. A clínica social oferece todo o serviço odontológico, incluindo clínica geral e as outras especialidades dentro da odontologia. O telefone é o (81) 3423-7553 – Ramal: 24.

SERVIÇO
Também é possível conseguir atendimento de graça nas clínicas ligadas aos outros dois cursos de odontologia que existem no Recife. Na Universidade de Pernambuco (UPE), o telefone para informações é o (81) 3184-7661. E na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) o número é o (81) 2126-7508.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.