Combate ao crack é tema de caminhada em Jaboatão


A concentração acontecerá às 14h, na sede da Prefeitura, em Prazeres.

da Secom/Jaboatão

Despertar a população pelo combate ao consumo e venda do crack será a bandeira principal levantada pela Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes junto à sociedade civil nesta quinta-feira (12). O tema será debatido e defendido com uma grande caminhada em parceria também com os Conselhos Tutelares, o Ministério Público, a Vara da Infância e da Juventude, e o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. O evento intitulado como “Juventude contra o crack, caminhada pela paz”, irá comemorar ainda o Dia Internacional da Juventude.

A concentração acontecerá às 14h, na sede da Prefeitura, em Prazeres. O percurso inicia às 15h, seguindo até o terminal de ônibus de Cajueiro Seco.

Para o encontro, o Governo Municipal mobilizou a participação dos jovens junto aos familiares e amigos nos Projovens, nas comunidades e escolas municipais. “Acordar a sociedade quanto aos fatores prejudiciais causados pelo consumo da droga, principalmente nos setores social e de saúde é o nosso maior intuito”, destacou a gerente de Juventude de Jaboatão, Luciana Cavalcanti. De acordo com o secretário da Juventude, Eduardo Porto Júnior, o tema também irá ser atrelado à questão da violência no município.

“É uma forma de alertar a população sobre a dimensão do consumo da droga em Pernambuco e propor um compromisso direto com os próprios jovens para fazerem parte desse combate”, ressaltou o secretário. Após a caminhada, os participantes irão também assistir vídeos que retratam o tema sob vários aspectos, com depoimentos de artistas alertando sobre o uso da droga.

O surgimento do crack aconteceu no início da década de 80 e o consumo da droga acabou se tornando maior que o da cocaína, pois é mais barato e seus efeitos duram menos. Por ser estimulante, ocasiona dependência física e, posteriormente, a morte por sua terrível ação sobre o sistema nervoso central e cardíaco. Com o aumento do uso desta droga, o Governo Federal decretou o crack como um problema de saúde pública e não mais de segurança.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Administração Pública. Bookmark o link permanente.