Semana da Diversidade movimenta o Cabo de Santo Agostinho


RAFAEL NEGRÃO

As Lésbicas, Gays, Bissexuais, Simpatizantes e Travestis (LGBTs) do município do Cabo de Santo Agostinho já podem se preparar porque começa a partir desta terça-feira (31) a terceira edição da Semana da Diversidade, que segue até o dia 6 de setembro.

O evento conta com apresentações de drags queens, discussões públicas e exibição de filmes com temática LGBT. Também será realizado o Vº Concurso Miss Gay Cabo. As atividades são preparatórias para a 8ª Parada da Diversidade, na segunda-feira (6), que tem como tema “Um só mundo, um só coração, um só orgulho”.

“Queremos igualdade de direitos e essas atividades são formas de mostrar que estamos na sociedade. Além disso, reivindicamos na parada a conquista por mais direitos”, destaca o organizador e presidente do Grupo Homossexual do Cabo (GHC), Fernando Rodrigues.

NOVIDADE
– Este ano, a Parada contará com dois trios elétricos, tendo como atração principal a cantora Vânia América. A concentração está prevista para as 20h, e a saída às 21h, ao lado da Churrascaria Suape, na Avenida Israel Felipe, Vila Roca.

Quem quiser adquirir a camisa do evento deve se dirigir à Secretaria de Programas Sociais ou da Mulher, ou ainda na sede do GHC, localizada perto do Esquina Bar, na Rua 55 da Cohab. As camisas estão sendo trocadas por uma lata de leite. Os produtos arrecadados serão doados a instituições de caridade do município.

PROGRAMAÇÃO
31/08
Terça da Diversidade no Pátio do Mercadão com apresentações culturais a partir das 20h e entrega de preservativos e informativos.

02/09
Exibição de Filmes com a Temática LGBT, no Teatro Municipal Barreto Júnior, às 19h30. A entrada é gratuita.

03/09
Realização do Vº Concurso Miss Gay Cabo no Teatro Municipal Barreto Júnior, às 20h. Ingressos a R$ 5,00

06/09
Parada da Diversidade na Avenida Escritor Israel Felipe. A saída está prevista para as 21h

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Cidadania, comportamento, Movimentos Sociais. Bookmark o link permanente.