CARTA ABERTA (nota de repúdio)


“Queria que candidatos como os Srs. EVERALDO CABRAL, BETINHO GOMES, DANILO CABRAL e tantos outros que colocaram a sua “tropa de choque” na rua pensassem duas, três…. vezes antes de efetuar um agressão à civilidade”

Por Fernando Alves da Silva*

Srs. boa noite !

É com muita tristeza que envio essa nota como repúdio e indignação por parte dos nossos políticos postulantes, esses candidatos não têm limites nem coerência. Hoje à tarde (07/09/2010) me desloquei da minha residência para efetuar um ato cívico, assistir ao desfile dos alunos das escolas do Cabo. Para mim esse desfile é acima de tudo um exercício de cidadania, UM ATO CÍVICO!

Pena que esses candidatos não saibam bem o que é isso. Desde a área de concentração dos desfiles até o final, o que se viu foram bandeiras enormes de candidatos e pessoas distribuindo santinhos etc… ao longo de todo percurso, um grave ato de atentado à cidadania e ao direito das pessoas que estavam ali exercitando um ato cívico.

Esses candidatos não conhecem os limites ou tampouco a diferença de um ato cívico legítimo para o aproveitamento dele para fins eleitoreiros.

São candidatos como esses que falam em democracia e cumprimento das leis sejam, municipais, estaduais e federais !

Nós colocamos os nossos filhos para desfilar (às vezes, até contra a vontade) pois queremos despertar nos mesmos o exercício de civilidade e cidadania, torná-los cidadãos conscientes de seus deveres e direitos, e o que encontramos nessa festividade é totalmente o contrário !

Seria bom que isso fosse divulgado para que esses senhores postulantes a um cargo público lessem e refletissem sobre os seus atos políticos, e não dessem MAU EXEMPLO para os nossos filhos (futuros eleitores).

O meu filho de dez (10 ) anos me perguntou:
– Pai, é desfile ou comício? E com vergonha, falei: – é um desfile cívico !

Queria que candidatos como os Srs. EVERALDO CABRAL, BETINHO GOMES, DANILO CABRAL e tantos outros que colocaram a sua “tropa de choque” na rua pensassem duas, três…. vezes antes de efetuar um agressão à civilidade, pois acredito que o fórum para atos políticos seja outro e não em um desfile cívico em comemoração à Semana da Pátria!

Não adianta dizer, o Presidente também faz, A e B… também.

O que importa é que mau exemplo NÃO DEVE SER COPIADO !

São atos como esses que nos levam a uma reflexão profunda; NOS FAZ SEPARAR O JOIO DO TRIGO !

*Fernando Alves é morador do bairro da Vila Social – Cabo de Santo Agostinho (PE)

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias e marcado , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para CARTA ABERTA (nota de repúdio)

  1. Danyelle Lima disse:

    Por mais que se proíba os excessos nas campanhas, aparecem mais “brechas” para esses excessos. Se não se grita, se não se denuncia, a “bagunça” só vai aumentar.

  2. Claudio Antônio disse:

    Caro Fernando, respeito seu ponto de vista, porém não posso concordar, não vi nenhum atentado ao civismo no que ocorreu essa tarde em nossa cidade, pelo contrário, talvez vc tenha perdido uma ótima oportunidade de falar para o seu filho, sobre o processo político eleitoral que vivi o nosso país, dizer que no país que ele mora o senhor gostando ou não ele vai se deparar com manifestações como essa, que muita gente deu sua vida por um ideal, para que nós pudéssemos ter o direito de manifestar nossas escolha de forma livre e em qualquer lugar.
    Além do mais, não acredito que seja em um desfile “Cívico” de 7 de setembro, que o senhor vai dar os melhores exemplos para o seu filho, pois essa independência anti-proclamada por Don Pedro, ainda está sendo conquistada, a duras penas diga-se de passagem.
    Levasse seu rebento para o grito dos excluídos, esse seria um bom exemplo de civismo!

  3. Interessante a colocação.
    O amigo Fernando está certo, os candidatos não diferenciam uma coisa da outra, e note que logo aparece alguém para defender.
    Fui levar um amigo oficial para o desfile, nos vinte minutos que permaneci por lá vendo o início da movimentação fiquei boquiaberto com a quantidade de candidatos policiais militares e militares das três forças distribuindo suas chapinhas (chamar aquilo de santinho é uma afronta, poderia ser chamando de “retrato de uma ou uma sem-vergonha que quer entrar no rol dos mamadores da nação).
    Mais o rapaz esta certo distribuir propaganda eleitoral num desfile cívico é normal pelo menos num país onde algumas pessoas têm coragem de ir às ruas distribuindo retrato de marginais (não estou me referindo a ninguém em especial, e sim a todos)
    Sobre a independência que ainda esta sendo conquistada esta correto, em breve daremos mais um passo para trás.
    Com certeza podemos contar com muitas ações patrióticas como esta, defender o erro para aparecer de lutador em benefício dos políticos, o importante é saber para qual trabalha.

    • Claudio Antônio disse:

      Caro José Alberto, muito interessante a forma genérica com a qual o senhor se refere aos políticos, é necessário que o senhor tenha a clareza que eles não são extra terrestres, são pessoas que num futuro bem próximo estarão definindo os rumos de sua vida, das nossas vidas, então, antes de simplesmente torcer o nariz como se não tivesse na haver com isso, conscientize-se do seu papel de cidadão aceitando que toda a movimentação que o senhor assistiu, faz parte sim, do processo democrático, sincera mente, não vi nada demais para que os senhores estejam se sentindo tão ofendidos,deve ter dentro da casa de cada um, nas televisões da vida, coisas muito mais ofensivas a familia, que certamente os senhores concebem. Acho toda as manifestações democráticas, lindas,acho que todos os lados lá representados não fizeram nada demais, e graças a democracias os senhores podem criticar e eu aqui em minha casa, poder discordar de vcs! Um grande abraço!

  4. Ana disse:

    meu amiguinho

    Isso é democraciaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!

    não se irrite!
    a rua é pública, todos tem este direito de ir e vir tá certo?

    um abraço

  5. Samuel Lins disse:

    Na verdade não entendi por que tanto alarde, vivemos num país de democrático de direito. O desfile escolar que ocorre em 07 de setembro é sim um ato cívico, da mesma forma o processo eleitoral é também um ato cívico, pois, em ambos exercemos a cidadania. Agora senhor Alberto, não entendo a sua frustação, pois, taxar todos os candidatos de sem vergonhas e marginais, é no mínimo falta de respeito com os mesmos, pelo visto, enetndo que o senhor ainda defende a ditatura militar, onde centenas de nossos irmãos foram mortos e nunca foram encontrados os corpos dos torturados nos porões da ditadura. Devemos apredender viver na democarcia e se isso é dificil, pelos mensos vamos respeitar aqueles que de uma forma ou de outra exercem o seu direito de forma democrático. O que falta nos eleitores é escolher de forma livre os seus verdadeiros representantes. Viva a Democrácia!!!

  6. Fernando Alves - Vila Social - Cabo disse:

    As vezes eu me sinto perplexo quando as pessoas vêem banalidade em um exercício de cidadania como o desfile de 7 de setembro, algumas pessoas acham ( e não são poucas ) que tudo isso é normal, pois ” todo mundo faz ” e ” não é pecado “, belo exemplo estamos deixando para a nossa prole, dizemos a ele que com ” jeitinho ”
    tudo se consegue, furar fila é do mais esperto, se chegar em casa apanhado vai apanhar de novo.
    Aí eu pergunto: estamos formando futuros cidadões ou pessoas para levar vantagem em tudo? Se aceitarmos atitudes dos políticos como essa no desfile de 7 de setembro,
    acharmos que é tudo normal “pois todo mundo faz “, cadê a nossa ética, nossos valores,
    o pleno exercício da democracia consiste em governar para o povo e pelo povo, na prática não é isso que vemos, é em nome dessa ” democracia ” que vemos um movimento como o MST pintar e bordar e não adianta querer falar que foi só no governo Lula, no de Fernando Henrique ele já aprontava ! como também muitos escândalos envolvendo uma boa gama de políticos e em todas as esferas, se nós não nos sentirmos ofendidos com esses atos e acharmos que não tem mais jeito, que futuro estamos construindo para os nossos filhos e netos?
    Devemos nos sentir incomodados com essas atitudes, e a mudança tem que partir de nós, de dentro da nossa casa, sempre alguém vai dizer que você sózinho não vai fazer a diferença, mais acredite VOCÊ FAZ A DIFERENÇA !
    Uma vez perguntaram a um caiçara : companheiro, porquê todos os dias pela manhã
    Você devolve algumas estrelas do mar para a água, se morrem milhares ao longo da praia ?
    E o caiçara falou: Para essas eu fiz a diferença !
    Então, vamos começar a mudança apartir de nós, começando a ficar indignados com certas atitudes dos nossos políticos !!!

    Fernando alves

  7. Caro Amigo,

    Entendi sua preocupação em separar um ato civico, e a campanha eleitoral, pela manhã estive exercendo este ato civico no Recife, onde assiti a abertura do desfile militar, em seguida fui exercer o outro ato civico o ato da cidadania, pois partcipei como todos os anos do GRITO DOS EXCLUÍDOS, lá pude diferenciar o que é democracia, onde todos podem participar sem se preocupar com observações fúteis da que é no Cabo, um ato civico ou Eleitoral? No próximo ano não se preocupe em levar seu filho ao desfile desta cidade leveo-os ao Grito dos Excluídos para que possa presenciar um verdadeiro ato. Principalmente contra estes politicos Fichas Sujas que querem continuar no puder. Dioga não a todos eles no dia 03 de outubro.

  8. Os que se sentirem agredidos, desculpem mais não retiro uma palavra.

Os comentários estão encerrados.