Trabalho in­fan­til atin­ge 900 mil


RIO DE JA­NEI­RO (Folha­press) – O tra­ba­lho in­fan­til segue em queda no Brasil, no en­tan­to, ainda há 908 mil crian­ças de 5 a 13 anos em­pre­ga­das em todo o País, se­gun­do dados da Pnad 2009. A le­gis­la­ção bra­si­lei­ra per­mi­te a con­tra­ta­ção ape­nas a par­tir dos 14 anos.

Em re­la­ção a 2008, houve queda de 8,5% no nú­me­ro de tra­ba­lha­do­res dessa faixa etá­ria – eram 993 mil na­que­le ano. A maior parte dessa po­pu­la­ção es­ta­va ocu­pa­da em pe­que­nos em­preen­di­men­tos fa­mi­lia­res, es­pe­cial­men­te em ati­vi­da­des agrí­co­las, onde se con­cen­tra­vam 57,5% do total ob­ser­va­do.

Dos 908 mil tra­ba­lha­do­res in­fan­tis, 70,8% não ti­nham re­mu­ne­ra­ção pre­via­men­te acer­ta­da, ou seja, tra­ba­lha­vam para o pró­prio con­su­mo, na cons­tru­ção para pró­prio uso ou não tem qual­quer re­mu­ne­ra­ção. Ao todo, foram iden­ti­fi­ca­dos 4,3 mi­lhões de tra­ba­lha­do­res entre os 5 e os 17 anos. Na com­pa­ra­ção com 2008, houve re­tra­ção de 4,5% no con­tin­gen­te de em­pre­ga­dos me­no­res de idade.

Se com­pa­ra­do a 2004, o recuo chega a 20%. Há cinco anos, havia 5,3 mi­lhões de tra­ba­lha­do­res na faixa etá­ria de 5 a 17 anos. Já na faixa de 5 a 9 anos, havia 123 mil crian­ças tra­ba­lhan­do em 2009; 785 mil ti­nham de 10 a 13 anos. Há ainda ou­tros 3,3 mi­lhões tra­ba­lha­do­res entre 14 a 17 anos.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.