Em MG, Lula diz que poderá dar aulas para ensinar a governar


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, na sexta-feira (17), da inauguração de obras realizadas no campus da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Ao falar para centenas de pessoas que se reuniam na nova Praça Cívica da instituição ele alfinetou os adversários e a “elite” brasileira. Num discurso empolado e com vários ataques indiretos, disse que ao deixar a Presidência poderá “até dar aulas para ensinar algumas pessoas a governar”.

Dentro da UFJF, ele lembrou, por várias vezes, o fato de não ter um diploma de 3º grau e reforçou que isso não o inviabilizou de alcançar a Presidência da República. “Nós desmistificamos a relação do conhecimento científico da inteligência adquirida do útero de nossa mãe. Foi preciso passar por um processo de provação (para ser eleito presidente), principalmente por não ter um diploma universitário”.

Ao lado dos ministros Fernando Haddad, da Educação; Luiz Dulci, da Secretaria Geral da Presidência; Franklin Martins, de Imprensa; e Alexandre Padilha, da Articulação, ele ainda afirmou ser o presidente que mais abriu escolas técnicas no Brasil. Num dos vários ataques à elite política do Brasil, afirmou que a palavra “gasto” era usada por esta elite ao se referir à educação e não a palavra “investimento”, o que seria o correto, alfinetou.

Em compromisso oficial como presidente, Lula esteve em Juiz de Fora para a inauguração e para um comício com a presidenciável petista Dilma Rousseff. No palanque do evento que antecedeu a agenda de campanha, cercou seu discurso de autoelogios e de menções à sua gestão no governo federal. “Prestem atenção no que está acontecendo neste País. Estamos vivendo um momento quase mágico”, declarou, já no início de sua fala.

Mais adiante, em nova autoreferência elogiosa, afirmou: “Não sei se na história do Brasil exista um presidente que sai de uma reunião com trabalhadores para entrar em outra com empresários, que saia de um encontro com catadores de papel, para uma reunião com reitores, e para uma reunião com intelectuais. Sabe por quê? Um político não pode ter duas caras”.

O presidente também anunciou que, no próximo dia 24, acontecerá um processo de capitalização da Petrobras. “Vamos até a bolsa de valores e bater o martelinho para capitalizar nossa querida Petrobras para garantir que o pré-sal seja nosso”.

Vaias
Antes da fala do presidente Lula e do ministro Fernando Haddad, o evento teve um momento de saia justa. O prefeito de Juiz de Fora, Custódio Mattos, que é filiado ao PSDB, foi intensamente vaiado pelo público presente. A platéia também vaiou o reitor Henrique Duque, no momento em que ele citou as obras do novo restaurante universitário.

Juliana Prado Direto de Juiz de Fora
Especial para Terra

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Em MG, Lula diz que poderá dar aulas para ensinar a governar

  1. eliphaz disse:

    Um país de ignorantes e analfas sói poderia ser liderado por um de mesma espécie.
    Se ñ fosse as reformas de FHC eu sei aonde vc estaria agora!

    CALABOCAACÉFALODOPLANALTO

  2. Samuel Lins disse:

    Realmente o Presidente Lula tem muito o que ensinar e dar aulas como fazer politicas públicas. Nos oito anos de Governo Lula, nunca na historia deste pais se viu e conviveu conta descasos e roubo ao erário. Quem não se lembra do mensalão?, da quebra de sigilo fiscal?, tráfego de influência?, isto é, são escandalos e mais escândalos. Parabens Presidente Lula, o senhor é craque em roubaleira e depois fala que é inveja da oposição e caso a Dilma for eleita aí sim o senhor vai ensinar mesmo.

Os comentários estão encerrados.