Lançado em SP manifesto pela democracia


em>Ato reuniu juristas e personalidades no Largo de São Francisco.
Ação acontece após presidente Lula afirmar que imprensa age como partido.

Do G1 SP, com informações da TV Globo

Juristas, atores e intelectuais se reuniram na tarde desta quarta-feira (22) em frente ao Largo de São Francisco, no Centro de São Paulo, para lançar um manifesto a favor da liberdade de imprensa e de expressão. O ato foi organizado após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmar que a imprensa age como um partido político.

No sábado (18), Lula afirmou em comício realizado em campinas que, além dos tucanos, serão derrotados “alguns jornais e revistas que se comportam como se fossem partido político e não tem coragem de dizer que são partido político”. A Associação Nacional de Jornais (ANJ) chegou a divulgar nota na qual diz ser lamentável e preocupante as declarações do presidente.

Estiveram presentes no ato desta quarta o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Veloso, os juristas Miguel Reale Júnior e Hélio Bicudo, além de outras personalidades.

Nossa democracia está apenas no papel, ela não é efetiva”Hélio Bicudo“É inconcebível que uma das mais importantes democracias do mundo seja assombrada por uma forma de autoritarismo hipócrita”, afirmou Bicudo a centenas de pessoas que estavam no largo. “Nossa democracia está apenas no papel, ela não é efetiva”, completou.

Segundo o jurista José Gregori, a ideia do evento surgiu “da parte de um grupo de advogados, juristas, professores universitários que vinham se reunindo no sentido de ajudar a oposição a ter um programa específico no campo jurídico”.

Para ele, “a gota d’água foram as manifestações repetidas do presidente da república querendo extirpar inimigos”. “Esse ato é antes de tudo para repor essa disputa nos trilhos democráticos.”

Segundo o também jurista Miguel Reale Júnior, a democracia está ameaçada. “Basta entrar nos sites do PT para ver as ameaças que estão sendo feitas a jornalistas, para saber qual o órgão de imprensa que tem que ser empastelado primeiro. Ou seja, há um clima de radicalização.”

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Intolerância, Movimentos Sociais, Política. Bookmark o link permanente.