Dilma pode ser a mulher mais poderosa do mundo, diz jornal


A candidata petista à presidência Dilma Rousseff é o assunto principal de uma reportagem publicada pela versão online do jornal britânico The Independent, que se referiu a ela como uma “ex-guerrilheira prestes a se tornar a mulher mais poderosa do mundo”.

“Como líder de Estado, a presidenta Dilma Rousseff superaria Angela Merkel, chanceler da Alemanha, e Hillary Clinton, secretária do Estado dos Estados Unidos: seu enorme país de 200 milhões de pessoas está festejando sua nova riqueza em petróleo”, diz o texto. “A taxa de crescimento do Brasil, rivalizando com China, pode ser apenas invejada pela Europa e por Washington”.

A publicação lembra o passado de Dilma na luta contra a ditadura, período no qual foi torturada, e afirma que a candidata se beneficia da grande popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, especialmente pela estabilidade econômica que o País apresenta.

“Casos recentes sobre irregularidades financeiras dentro de seu quadro de funcionários parecem não ter prejudicado sua popularidade”, avalia.

A reportagem ressalta que a vitória de Dilma está praticamente certa, sendo que a petista aparece a mais de 20 pontos percentuais à frente nas pesquisas eleitorais em relação ao segundo colocado, o candidato do PSDB José Serra, que é referido como um “homem do centro sem inspiração”.

Segundo o Independent a eleição da petista será saudada por milhões e marcará o fim de um “estado de segurança nacional”, um “acordo que os governos conservadores dos Estados Unidos e da Europa uma vez viram como o melhor artifício para limitar a democracia”, mantendo boa parte da América Latina na pobreza, enquanto favorecia os países ricos.”

Portal Terra

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.