Sinal de TV e rádio estatal se tornam obrigatórios no Equador



Após rebelião de policiais e militares, meios devem transmitir somente sinal da rede pública

Efe

QUITO- O governo do Equador ordenou nesta quinta-feira, 30, a todos os canais de televisão e rádio do país que suspendam por tempo indefinido sua programação e emitam o sinal da rede pública, na qual são transmitidas declarações críticas aos policiais revoltados.

Após a declaração do estado de exceção, a Secretaria Nacional de Comunicação da presidência da república enviou um email aos diretores dos canais de televisão e rádio do país, no qual é exigido que eles transmitam o canal Ecuador TV e Radio Pública, respectivamente.

O presidente do país, Rafael Correa, denunciou uma tentativa de golpe contra seu governo após militares e policiais terem se rebelado devido a uma lei que corta benefícios da categoria.

Policiais ocuparam os principais quartéis de Quito e o Congresso. O aeroporto da capital foi tomado por oficiais da Força Aérea.

Correa se dirigiu ao quartel geral de Quito para falar com os manifestantes e está refugiado em um hospital militar de Quito após terem lançado gás lacrimogêneo contra ele.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Conflitos Internacionais, Mundo. Bookmark o link permanente.