CABO: Audiência pública nesta 5ª vai discutir implantação da Via Expressa


Via começa na PE-28 (estrada das praias) e vai até a rotatória da BR-101, na altura da Caninha 51 e Hospital dom Helder.

DA REDAÇÃO DO TP

A Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH realizará na próxima quinta-feira (7), às 9h30, no Sesi do Cabo de Santo Agostinho, uma audiência pública para discutir a implantação e pavimentação do Contorno Rodoviário do município, proposto pelo Complexo Industrial Portuário de Suape, denominado de Via Expressa.

O contorno iniciará no entroncamento da PE-28 (que leva às praias do Cabo) com a TDR–Norte (já no Complexo de Suape) e terminará na rotatória da BR-101, nas imediações da Companhia Müller de Bebidas Nordeste (Caninha 51) e do Hospital Dom Helder.

“De acordo com as informações do Relatório de Impacto Ambiental, a obra é parte de um macroprojeto viário denominado “Via Expressa” e contemplará dois viadutos sobre a linha férrea e uma ponte, também dupla, sobre o Rio Pirapama. Se insere, portanto, na estratégia de desenvolvimento de Suape, o que inclui o cuidado ambiental”, explicou o presidente da CPRH, Hélio Gurgel.

Se aprovada, a nova rodovia terá como função facilitar o acesso de veículos pesados ao Porto de Suape, desafogando os seus acessos na PE-60, bem como o intenso tráfego de veículos de passeio que se direcionam para as praias do Litoral Sul do Estado, especialmente Porto de Galinhas.

Desde o dia 20 de setembro até a sexta (1º de outubro), uma equipe de mobilizadores coordenada pela CPRH percorreu as ruas dos municípios de Jaboatão, Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho informando e convidando para a audiência. É que as populações desses municípios serão diretamente afetadas pelo empreendimento.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em CABO, Infra-estrutura, Suape. Bookmark o link permanente.