Após pressão, ato com Serra será em Jaboatão dia 22


Presidente tucano, Sérgio Guerra, gostaria que o comício ocorresse em Carpina, mas as ausências anunciadas de Jarbas e Mendonça Filho forçaram a mudança de local. Agora acontecerá em Jaboatão; A queda de braço entre os caciques serristas acabou favorecendo mais uma vez Elias Gomes, anfitrião do único ato de campanha do tucano em Pernambuco

O presidenciável José Serra (PSDB) fará um comício em Prazeres, Jaboatão dos Guararapes, nesta sexta-feira, às 17h, e não mais em Carpina, na Mata Norte, como o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, gostaria. A mudança foi reflexo da pressão de aliados – como o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) e o deputado federal eleito Mendonça Filho (DEM) – que não compareceriam ao ato caso ocorresse em Carpina, conforme antecipou o Jornal do Commercio.

O prefeito desse município na Mata Norte, Manoel Botafogo (PSDB), apoiou a reeleição do governador Eduardo Campos (PSB), que derrotou Jarbas por uma diferença de quase três milhões de votos. Botafogo disse votar em Serra, mas o seu filho, Josafá (PDT), eleito deputado estadual, apoia a presidenciável do PT, Dilma Rousseff. Com a grita dos aliados, Guerra recuou e aceitou levar o comício para Jaboatão, cujo prefeito é Elias Gomes (PSDB). O maior ato de campanha do presidenciável tucano no primeiro turno ocorreu em Prazeres, em 20 de setembro.

A queda de braço entre os caciques serristas acabou favorecendo mais uma vez Elias, anfitrião do único ato de campanha do tucano em Pernambuco. Estava prevista uma caminhada de Serra no Centro do Recife, porém, ontem, a juíza Ana Cláudia Brandão, responsável no TRE pela comissão de fiscalização à propaganda no Recife, decidiu que o PT tem a preferência para promover igual ato (caminhada pró-Dilma), pois protocolou o pedido primeiro.

A lei prevê que quando dois partidos planejam promover ato eleitoral no mesmo dia e local, a prioridade é de quem protocolou primeiro o pedido no TRE. “A comissão decidiu assim, pois o PT protocolou antes (dia 14)”, frisou a juíza. O deputado Raul Henry (PMDB) reagiu ao que chamou de “baixaria” e “jogo baixo” dos adversários. “Anunciamos o evento antes e eles fizeram tudo para barrar. Estão jogando como um timinho.”

Com esse revés no TRE, a oposição decidiu priorizar o Grande Recife. Jaboatão é o segundo maior colégio eleitoral do Estado, é comandado por um aliado (Elias) e a oposição não tem muita opção. O município escolhido é o mais próximo da capital. Os demais – Abreu e Lima, do prefeito Flávio Gadelha (PMDB), Moreno, Edvard Bernardes (PMDB), e Itapissuma, Cal Volia (PSDB) – estão mais distantes. E como admitiu o deputado estadual eleito Betinho Gomes (PSDB), filho de Elias: “Em Jaboatão todos poderão se sentir à vontade”. Caravanas do interior estão sendo acionadas e serão convidados as lideranças e prefeitos aliados.

Anúncios

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Últimas Notícias. Bookmark o link permanente.