Batalha dos Guararapes é encenada em Jaboatão


O Monte dos Guararapes vira cenário para o espetáculo.

Por Mirelle Saldanha
Secom/Jaboatão

O Monte dos Guararapes revive, de 12 a 15 novembro, duas grandes batalhas travadas entre portugueses e holandeses em solo jaboatanense. “Batalha dos Guararapes: assim nasceu a nossa pátria” é uma peça que narra a luta histórica que deu origem ao exército brasileiro.

O espetáculo será encenado ao ar livre pela companhia de teatro Metron Produções, sob a direção de José Pimentel. O elenco de 65 atores e 235 figurantes se revezam em três grandes cenários durante as duas horas de apresentação. A estrutura do evento tem a coordenação da Secretaria de Cultura e Eventos.

Segundo o secretário de Cultura e Eventos, Ivan Lima Filho, a ideia do espetáculo foi trazida com o objetivo de valorizar o patrimônio do Parque Histórico Nacional dos Guararapes. “Através da retomada deste espetáculo, colocamos o nosso patrimônio em evidência no cenário nacional com forte participação do trade turístico pernambucano”, destaca Lima.

O evento conta com mobilização intensa nos serviços nas áreas de segurança, trânsito, saúde, limpeza e iluminação. “Toda a infraestrutura está sendo detalhadamente cuidada por diversos segmentos do governo municipal. Investimos um total de R$ 250 mil no evento.”, comenta o secretário.

“Desejamos que a iniciativa se torne uma aula espetáculo para o povo. Queremos proporcionar conhecimento a população, enfatizando que aqui foi estabelecido pela primeira vez o sentimento de pátria na nação brasileira “, ressalta Ivan Lima. A peça será aberta ao público. A estimativa é de que 10 mil pessoas passem por dia no Monte dos Guararapes.

Lembrando que amanhã, 11 de novembro, haverá uma apresentação para convidados e autoridades. Alunos de escolas municipais, estaduais e particulares também vão assistir o espetáculo nesta quinta-feira.

Sobre Da Redação do TP

Contatos com a Redação: (81) 3518-1755 ou jornalismo@jornaltribunapopular.com
Esse post foi publicado em Administração Pública, Cultura, Jaboatão. Bookmark o link permanente.